Notícias - Em entrevista, Major Washington fala sobre as regras do primeiro Colégio Militar de Goianira

25/01/2018

Marcado para inaugurar no próximo domingo, 28, a primeira unidade do Colégio da Polícia Militar de Goianira – José Silva Oliveira (CPMG - Goianira), no Residencial Triunfo 1, o Governo de Goianira, em parceria com a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), está concluindo a reforma e ampliação da unidade que já está sob o Comando do novo diretor, Major Washington.  A direção da unidade terá também um Capitão como subcomandante.

Conhecidos pelo rigor com que tratam seus alunos, os colégios militares de Goiás também se destacam pelo bom desempenho em exames de avaliação e em vestibulares. Pensando na educação que priorize disciplina e responsabilidade os pais dos alunos estão contentes com a transformação da unidade em militar.

Para você ter noção, quando os professores entram na sala, os alunos precisam ficar na posição de sentido. A pontualidade é outro ponto importante e exigida rigorosamente, assim como o rigor em cumprir a hierarquia. A partir de segunda-feira, (29), serão mais de 1.700 jovens goianirenses, em 23 salas de aulas, estudando no primeiro Colégio Militar do município.  

Para conseguir atender a demanda de alunos e cumprir as exigências da Lei, mais três salas modulares foram construídas para desafogar as salas que tinham mais de 50 alunos no ano passado. “Quero agradecer a subsecretaria regional de educação, professora Nancy, que de imediato nos atendeu entregando as salas e, em especial, ao prefeito Carlão, que desde o início não tem medido esforço para transformar a unidade em militar. E, principalmente, ajudou na reforma e ampliação do Colégio”, afirmou Major Washington. 

Confira a entrevista com o Major Washington, que deixou o Comando da 48ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Goianira, para assumir o Comando do primeiro Colégio Militar.

 

Quantos alunos e salas de aulas terá o Colégio Militar?

- Ao total, são cerca de 1.700 alunos distribuídos em 23 salas de aulas.

Serão quantos alunos por turma?

- No máximo 40 estudantes. Pois, o professor ter mais do que isso é desumano e a qualidade e rendimento na aprendizagem do ensino cai.

Qual a principal arma para reduzir a criminalidade em Goianira?

- A principal arma é investir no Social, porque se o adolescente ou jovem não tem um convívio social, somente a educação na sala de aula não resolve. Educação é um período limitado de quatro horas no Colégio. Hoje, o aluno passa um tempo aqui e o restante do dia? É na companhia da família e amigos. É necessário ter um desenvolvimento racional e cultura da comunidade.

Como o Senhor pretende realizar esse trabalho no município?

- Primeiro vamos fazer um trabalho social interno e, posteriormente, atingir as famílias dos estudantes. Precisamos trabalhar a educação em conjunto. Quero trazer para dentro [do colégio] também um apoio de psicologia e assistência social para trabalhar a família, assim a chance de resolver o problema é 100%.

Qual a proposta pedagógica?

- Vamos seguir a grade do estado normalmente e acrescentar as nossas disciplinas militares:  porte ao líder, educação física e cidadania. Dois dias na semana será em tempo integral, aplicando a prática das disciplinas militares como atividades físicas e elevar a cultura moral e cívica dos estudantes, levando-os para conhecer lugares dos poderes executivo, legislativo e judiciário que regem o município, estado e país, e, também para conhecerem os deveres e direitos do cidadão.  Quero tirar eles do mundo da internet. Será proibido o uso de celulares, mas meu foco é retirar os jovens do games. Terão que ler livros.

Porque vagas somente ao 6º Ano do Ensino Fundamental?

- Porque pela Lei de criação do Colégio Militar, a polícia militar não pode aplicar prova, nós tivemos que ficar com todos os estudantes já matriculados na unidade. Quem já estava aqui no 7º, 8º e 9º ano sucessivamente ficou. E os alunos do sexto ano de 2017 foram promovidos ao sétimo ano, assim abrimos vagas para a série anterior.

Existe alguma diferença nas disciplinas aplicadas nas turmas do Ensino Médio?

- Não. São as mesmas matérias, porém a rigidez na forma de ensino é mais pesada.

Como foi a forma de contratação dos professores?

- Os professores são encaminhados pela Secretaria Estadual de Educação (Seduce), acrescentando os policiais militares. Pela Lei do Colégio foram abertas 18 vagas de PM’s para trabalhar na unidade, mas os policiais que vão vir são todos da reserva.

Qual é o padrão das vestimentas militar?

- Em nosso Colégio todas os alunos são obrigados a usarem a farda/uniforme militar passado com sapatos pretos impecáveis. Para as aulas de educação física também tem outro uniforme. Sem a vestimenta militar o estudante não entrada na unidade. Além de usar o uniforme orgânico no dia-a-dia, os alunos devem se manter em ótima aparência, sem roupa amassada ou sapatos sujos.

Regras para os meninos:

- O cabelo deve ser em corte militar. Tradicional, sem topete, pinturas ou gel.

- A barba deve estar sempre bem-feita, com costeletas curtas, sem bigode e sem adereços em geral tais como pulseiras, anéis, brincos, correntes e piercings (estes acessórios também são proibidos para as meninas).

Regras para as meninas:

- Uniforme orgânico é completo com opção para o uso de calça ou saia do colégio.

- Cabelo comprido deve ser preso em um coque com redinha preta.

- Os cabelos curtos (acima do ombro) podem permanecer soltos desde que a franja fique presa.

- Proibido o uso de brincos grandes, maquiagens (incluindo batom), esmaltes ou adereços em geral.