Goianira - Arte e Cultura

Goiás é grande produtor de couro bovino, pois conta com o terceiro maior rebanho do País, totalizando cerca de 20 milhões de cabeças. Com as fábricas e calçados em Goianira, o Estado de Goiás deu um salto de qualidade na cadeia produtiva do couro bovino. O Pólo calçadista de Goianira possui 15 galpões que variam de 570 a 1360 m². Cada um possui tratamento de esgoto individualizado com sistema de fossa séptica sumidouro. Desse modo, o Distrito Agroindustrial de Goianira encontra-se com infra-estrutura preparada para o recebimento de qualquer qualquer grande industria de calçados do Brasil.


Goiás possui cerca de 300 industrias de calçados, bolsas, chinelos, cintos e outros acessórios. Ao todo, o setor produz mais de 400 mil pares por mês, dos quais 20% abastecem o mercado interno e o restante é comercializado para outros estados brasileiros. O destaque fica com os calçados femininos, no estilo modinha, seguidos de bolsa, pastas, carteiras e cintos. As botinhas e chinelos são vendidos principalmente nas regiões norte e nordeste do país. De 1985 a 1989, 51 empresas se instalaram em Goianira.
De 1990 a 1994, foram mais de 126 empresas e de 1995 até 2001, foram mais de 330 empresas. Outras atividades, no setor agropecuário tem destaque e intensificam o nome do município de Goianira em ambito nacional, uma delas e a criação de avestruz e da tilápia vermelha conhecida como Saint Peter, que vem chamando atenção de outras regiões. Goianira emplacou a idéia e está produzindo alevinos e importando matrizes de Israel, com mais de oito tanques é o maior produtor de alevinos de tilápia Saint Peter do Estado e um dos poucos do Brasil.